Jogadora recusou usar camisa com símbolo LGBT

Uma jogadora de futebol cristã decidiu abandonar a seleção feminina dos Estados Unidos após a federação decidir

apoiar o mês do orgulho LGBT através de camisas especiais que foram usadas em amistosos.Jaelene Hinkle afirmou que sua decisão de não jogar pela seleção feminina foi simples, pois não aceitaria contrariar suas crenças religiosas que define a homossexualidade como pecado. Ela recusou a convocação, mesmo que jogar pelo país fosse seu sonho

“Eu me senti convencida em meu espírito que não era meu trabalho usar essa camisa”, disse Jaelene em uma entrevista ao programa de entrevistas The 700 Club, da emissora Christian Broadcasting Network (CBN).

“Eu me dei três dias para apenas procurar e orar e determinar o que Ele estava me pedindo para fazer nesta situação. […] Eu estava essencialmente desistindo do sonho que as garotinhas sonham em toda a sua vida e eu estava dizendo não para isso. […] Eu acho que é onde a paz supera a decepção. Eu sabia que no meu espírito eu estava fazendo a coisa certa. Eu sabia que estava sendo obediente”, acrescentou a jogadora.

Radio Luz as Naçoes FM © 2018 Todos direitos reservados